Categorias
Negócios & Gestão

O sector sem fins lucrativos e/ou de caridade

Uma organização sem fins lucrativos é uma instituição que conduz seus eventos para ajudar outros indivíduos, grupos ou causas, em vez de obter lucros para si.

Estas organizações são também conhecidas como entidades não comerciais. Elas podem operar em diversos ambientes, incluindo pobreza, religião, ciência, pesquisa e educação.

Há milhões de organizações sem fins lucrativos em todo o mundo, podendo ser fundações privadas, instituições de caridade públicas ou ONGs, entre outras. O resultado final é que elas devem existir para ajudar a melhorar causas como comunidade, natureza, direitos humanos e direitos dos animais, apenas para citar alguns.

👉Veja os outros tipos de estruturas ou formas legais

As organizações sem fins lucrativos têm muitos propósitos e funções na sociedade e atendem às necessidades e interesses de milhões de pessoas, até onde puderem. Como qualquer tipo de estrutura comercial, as organizações sem fins lucrativos têm suas vantagens e desvantagens… veja mais adiante, algumas das principais vantagens – assim como desvantagens – de uma organização sem fins lucrativos.

⚠Estas organizações, normalmente, o seu lucro não é distribuído entre os membros ou directores; mas aplicado à ajuda de necessitados.

1. Vantagens de uma organização sem fins lucrativos

As organizações sem fins lucrativos são elegíveis para benefícios que não se aplicam a organizações com fins lucrativos porque trabalham para o bem público. Vejamos alguns desses benefícios.

1.1. Benefícios fiscais

Uma organização sem fins lucrativos qualifica-se para o status fiscal favorecido; ela está isenta de impostos estaduais e locais. Essa isenção de impostos permite que organizações sem fins lucrativos usem mais de seus recursos financeiros para atingir seus objectivos.

Como as organizações sem fins lucrativos são isentas de impostos, isso significa que todos os recursos que entram na organização não são tributáveis, visto que os recursos são reinvestidos em serviços.

⚠Toda a receita excedente que as organizações sem fins lucrativos geram é usada para atingir seu objectivo – sem pagar impostos alguns.

1.2. Responsabilidade Limitada

Uma organização sem fins lucrativos (oficial) é uma entidade separada, legalmente. Ela limita a responsabilidade pessoal – assim como uma Lda e SARL; os membros da organização sem fins lucrativos recebem protecção contra responsabilidade pessoal. Por exemplo, se uma decisão judicial exceder o que a organização sem fins lucrativos pode pagar, o reclamante não poderá cobrar o restante dos membros da organização.

Essa protecção é particularmente importante para organizações de caridade que trabalham directamente com o público.

⚠Caso um director ou funcionário cause algum tipo de dano ou actividade fraudulenta, ant-ética ou ilícita, este será pessoalmente responsabilizado.

👉Veja os outros tipos de estruturas ou formas legais

1.3. Elegibilidade de concessão

Outro benefício para organizações sem fins lucrativos é que elas são elegíveis para subsídios públicos e privados, e podem receber contribuições de indivíduos. Estas organizações podem solicitar doações do público, fundações e agências governamentais para obter financiamento, de modo a expandir seus serviços ou programas, em vez de depender da receita de doações e eventos de arrecadação de fundos.

Apesar do extenso processo de inscrição, um subsídio ajuda fundadores com fundos limitados a começar a expandir suas instituições.

⚠Quanto mais essas instituições se concentram em sua missão, mais confiança pública elas ganham; como resultado, mais dinheiro para a organização – pelas contribuições de pessoas de boa-vontade.

1.4. Permite que você faça uma boa acção

Um benefício pessoal de administrar uma organização sem fins lucrativos é poder ajudar pessoas necessitadas diariamente.

Trabalhar numa empresa com fins lucrativos pode significar apenas um salário para alguns. Mas de outro lado, fazer parte de uma organização sem fins lucrativos faz com que as pessoas sintam estar a contribuir para a sociedade.

Os resultados são geralmente imediatos ao oferecer serviços ou programas para a comunidade local. Por exemplo, o benefício de trabalhar com pesquisa médica é que a organização pode estar a trabalhar para encontrar uma cura ou tratamento para uma doença que mata centenas, milhares ou até milhões de pessoas a cada ano.

⚠Fundar uma organização sem fins lucrativos dá (ao fundador e membros) a chance de sentir que estão a contribuir para eliminar um problema existente na sociedade.

1.4.1. ecompensas intrínsecas

Os serviços prestados por organizações sem fins lucrativos beneficiam comunidades e segmentos da população que costumam ser negligenciadas ou mal servidos, como crianças sem-teto.

Talvez se possam medir os efeitos tangíveis que uma organização sem fins lucrativos pode ter nas famílias, mas os benefícios intangíveis superam em muito o valor em libras (ou dólares) de seus serviços. Estas organizações e seus funcionários colhem recompensas intrínsecas com a satisfação de ajudar clientes e membros da comunidade que não estão em posição de se defenderem sozinhos.

Esta é uma vantagem distinta para organizações sem fins lucrativos e pessoas associadas a organizações sem fins lucrativos.

1.5. Satisfação pessoal

Muitos funcionários que trabalham para organizações sem fins lucrativos têm interesse pessoal e comprometimento com a causa da organização. Pessoas que trabalham para organizações sem fins lucrativos afirmam sentirem-se motivadas durante todo o trabalho porque sentem que sua contribuição é um tesouro.

Como geralmente trabalham para a melhoria da sociedade, obtêm um sentimento de satisfação que os motiva a continuar a contribuir. Ao longo do caminho, elas também desenvolvem habilidades de liderança.

2. Desvantagens de organizações sem fins lucrativos

Apesar dos benefícios, há igualmente várias desvantagens em iniciar uma organização sem fins lucrativos. Algumas delas são explicadas a seguir.

2.1. Perda de status fiscal

Uma organização sem fins lucrativos pode perder seu status fiscal. Se perder o prazo final de seu relatório anual, pode não ser permitido que continue a qualificar-se para o status de isenção de impostos. Os prazos, neste caso, são muito rigorosos.

2.2. Escrutínio Público

Uma vez que uma organização sem fins lucrativos é dedicada ao público, suas finanças estão abertas à inspeção pública. Isso significa que o público pode obter cópias das declarações de impostos e descobrir seus salários e despesas. Isso poderia ser usado a favor da organização, como evidências do quão bem ela administra suas finanças; mas também pode ser usado contra a mesma.

Embora esse tipo de prestação de contas possa ter seus benefícios, também pode, nalguns casos, resultar em cobertura pouco lisonjeira da imprensa, especialmente se a organização estiver a enfrentar desafios financeiros ou administrativos. Muitas organizações sem fins lucrativos optam por contractar, periodicamente, uma organização terceirizada para auditar os livros e operações da organização sem fins lucrativos para garantir a conformidade com os códigos fiscais e as melhores práticas do sector.

⚠As organizações sem fins lucrativos devem disponibilizar suas demonstrações financeiras ao público em geral, para garantir que os fundos sejam usados devidamente.

2.3. Falta de fundos

Em organizações sem fins lucrativos, a principal fonte de recursos é por meio de doações. Como fundador, você está a pedir às pessoas que doem dinheiro ou outros activos pela bondade de seus corações. E, certamente, nem todos vão gostar da idéia de doação. Isso significa que os fundos podem ser um grande problema para as organizações sem fins lucrativos, especialmente durante uma recessão económica e quando as taxas de desemprego são altas.

Na verdade, algumas organizações sem fins lucrativos são forçadas a interromper os serviços para populações carentes, quando a própria organização sem fins lucrativos não tem financiamento.

2.4. Papelada e custos administrativos

O desenvolvimento de fundos também requer um redator de subsídios competente. Contractar os serviços de um redator de subsídios pode ser caro.

Em comparação com a papelada necessária para iniciar uma organização sem fins lucrativos, a papelada envolvida para iniciar uma organização sem fins lucrativos é tanta. Você terá de preencher formulários fiscais e incorporação sem fins lucrativos de modo que se qualifique. Para garantir que toda a papelada seja preenchida correctamente, é melhor contractar um contabilista e um advogado. Tudo isso resulta em mais taxas e requisitos.

2.5. Baixa remuneração

Numa organização sem fins lucrativos, seja você um fundador ou funcionário, você não será recompensado tanto pelo seu trabalho quanto uma corporação com fins lucrativos faria. Isto porque o lucro gerado por uma organização sem fins lucrativos deve ser colocado de volta nas operações da empresa.

2.6. Concorrência para financiamento

Conforme mencionado anteriormente, as organizações sem fins lucrativos contam com subsídios, doações e investimentos autorizados para financiar seus negócios. Com milhares de agências a competir por esses recursos, não há garantia de recebimento do fundo de sua escolha . Você deve ter um plano de negócios e uma visão adequados se quiser ser notado.

⚠Os principais aspectos das organizações sem fins lucrativos são responsabilidade, confiabilidade, honestidade e abertura para todas as pessoas que investiram tempo, dinheiro e fé na organização.

Enquanto a organização tiver a confiança do público, ela pode prosperar, mas uma vez que se desviem de sua missão, as pessoas perdem a fé nelas, o que resulta em sua queda.

Leia mais

👉Outros tipos de estruturas ou formas legais

👉O que considerar quando escolher a estrutura do seu negócio

Este artigo foi útil para si?

Clique nas estrelas para avaliar

Average rating 0 / 5. 0

Lamentamos este artigo não tenha sido útil para si!

Por favor, diga-nos como podemos melhorá-lo!

Aprenda & Ganhe - e Partilhe ❤