Categorias
Aprenda & Ganhe

O que considerar quando ao criar uma Parceria de Negócio

As empresas estabelecidas como parcerias, entidades jurídicas em que duas ou mais pessoas possuem e administram um negócio, permitem que as empresas se beneficiem dos diversos conhecimentos, habilidades e recursos de vários proprietários.

Embora não seja obrigatório, recomenda-se que as parcerias tenham um acordo de parceria em vigor para detalhar a propriedade do negócio e as responsabilidades dos parceiros. Quanto mais claro e mais completo for o acordo, menos ele será motivo de debate ou desacordo quando os parceiros não concordam muito.

Normalmente, você ainda pode criar um acordo geral de parceria com um aperto de mão, mas não é inteligente. Como qualquer relacionamento, as parcerias são repletas de oportunidades para divergências e mal-entendidos. Mas, ao contrário da maioria dos relacionamentos, uma vez que você entra num acordo de parceria com alguém, você está legalmente vinculado a essa pessoa até que a parceria seja oficialmente dissolvida.

⚠️Numa parceria de negócios, independentemente de quem quer que seja o parceiro – e o nível de confiança – é sempre muito melhor que o acordo seja por escrito.

Usar um acordo de parceria por escrito evita o sofrimento pessoal no futuro, porque permite que você e seu (s) parceiro (s) concordem sobre como você vai lidar com situações específicas antes que elas surjam. Isso tornará a operação diária da sua parceria mais tranquila e evitará que os problemas se transformem em crises completas.

E, por favor, não descarte a necessidade de um acordo de parceria (por escrito) porque o parceiro proposto é seu bom amigo ou familiar; alguns dos rompimentos de parceria mais feios ocorreram entre amigos e familiares que presumiram saber o que o outro pensava ou faria. Lembre-se que para parcerias gerais, cada parceiro é solidariamente responsável por quaisquer dívidas / obrigações contraídas pelo negócio – como mencionamos aqui.

Então, o que seu contrato de parceria deve incluir?

Um bom acordo de parceria deve fornecer respostas a tantas perguntas, incluindo as que listamos a seguir:

Aqui está uma lista de alguns itens-chave que você definitivamente deve pensar em abordar no seu: parceria de negócios

1. Contribuições & disivisão de tarefas e responsabilidade

A memória é fluida e não confiável. Você deseja garantir que a contribuição financeira – e não só – que cada parceiro traz para a parceria seja registada no seu contrato de parceria, em caso de desacordo posterior. Pode ser que alguns parceiros possam contribuir com mais capital inicial para o empreendimento do que outros; ou simplesmente, um parceiro pode sentir que se dedicou mais à parceria ou trabalhou mais, por isso é devido a uma recompensa maior.

Certifique-se de definir claramente a participação de cada parceiro na formação e finanças contínuas do negócio.

  • Com quanto cada parceiro vai contribuir para o negócio?
  • Com quê cada parceiro vai contribuir para o negócio?
  • Quais serão as responsabilidades de cada parceiro para as necessidades futuras? 

No seu contrato, defina o que cada parceiro irá investir – não apenas em termos de dinheiro, mas também em relação a tempo, esforço, clientes, equipamentos, etc.

Também, não se esqueça de mencionar:

  • O que cada parceiro fará?
  • Como farão isso no dia a dia?
  • Quem é responsável por quais decisões?

⚠️Duas áreas principais (ou comuns) de/para desacordo futuro em parceria de negócios, têm sido a avaliação de negócios e participação nos lucros.

2. Distribuições dos benefícios e lucros

Todos vocês estão no negócio para ganhar algum dinheiro e criar e manter uma vida confortável, certo? O seu contrato de parceria deve detalhar como os parceiros dividirão os lucros do seu negócio.

  • O que constitui receita na parceria?

Você espera que a sua parceria dê lucro. Então…

  • Como os parceiros obterão receita com esses lucros?

Se for acordado que os parceiros receberão salários…

  • Quanto e com que frequência?
  • Que percentagem dos lucros será reinvestida no negócio?
  • Quanto cada parceiro receberá e quem receberá primeiro?

Descreva não apenas como os lucros serão distribuídos, mas também defina se cada parceiro receberá um salário (e, claro, quanto será esse salário).

3. Administração e parceiro maior

  • Como as contas bancárias serão configuradas e como as questões contábeis e fiscais serão tratadas ?

Sua parceria precisará de uma conta bancária comercial…

  • Mas como os privilégios de assinatura serão configurados?
  • Sua empresa usará uma linha de crédito?
  • As compras podem ser feitas sem o consentimento de outros parceiros?
  • A sua parceria usará um guarda-livros e / ou contabilista ou um dos sócios fará isso?

Fazer arranjos com antecedência pode significar a diferença entre ser capaz de continuar fazendo negócios e o colapso dos negócios. Um acordo de compra é uma resposta; especifica o que acontecerá com a propriedade do negócio se algo acontecer a um dos sócios. Um acordo de compra pode ser um acordo totalmente separado ou existir como várias cláusulas em seu acordo de parceria.

4. Propriedade

  • E se algo mudar em relação à propriedade da empresa?
  • Se você vender, quais parceiros receberão o quê?
  • Qual é a posição da sua parceria ao aceitar novos parceiros?
  • Se um parceiro quiser retirar-se do seu negócio (ou vier a falecer), o que acontece então?
  • Quais são as opções para comprar as acções de outro parceiro?

Seu contrato deve descrever, cuidadosamente, como os interesses de propriedade seriam tratados em vários cenários como esses e muitos outros, como no caso de desistência, morte de qualquer parceiro, aposentadoria ou falência.

E para proteger sua empresa contra a saída de um parceiro, a criação de uma nova empresa e o roubo de seus clientes, você também deve considerar a inclusão de uma cláusula de não concorrência. Melhor prevenir do que remediar!

5. Tomada de decisão

Muito importante! Você e seu (s) parceiro (s) não concordarão plenamente sobre tudo. Você precisa definir como o gerenciamento diário e as decisões de longo prazo serão tomadas.

Quem tem a última palavra?

Identifique quais tipos de decisões exigem o voto unânime dos parceiros e quais decisões podem ser feitas por um único parceiro.

Ao estabelecer uma estrutura de tomada de decisão que todos entendam e com a qual concordaram, você terá a base para um negócio mais livre de fricção.

6. Resolução de disputas

Ninguém quer pensar sobre isso, mas você deveria… Mas

  • Se as coisas ficarem feias entre os parceiros, como as disputas serão tratadas?

Seu contrato de parceria deve definir o processo de resolução.

  • A mediação deve ser o passo inicial?
  • Você precisará de arbitragem para resolver as diferenças?

Lembre-se de que, se uma disputa for ao tribunal, os processos vão tornar-se parte do registo público. Definir como você vai lidar com as disputas poderá eliminar o trabalho de adivinhação ao navegar pelas dissensões.

7. Dissolução

Qualquer pequena empresa deve ter sua estratégia de saída planeada desde o início, mas é ainda mais importante com uma parceria. Se vender o negócio é o plano, os parceiros precisam concordar com antecedência sobre os processos e números aceitáveis.

  • Como a venda da empresa será tratada ?

Seu contrato também deve incluir as etapas que devem ser tomadas para encerrar legalmente a sua parceria, se nalgum momento tiver que terminar. Você pode optar por fazer isso se você e seus parceiros não chegarem a um acordo sobre o futuro do seu negócio. Pesquise também o que seu país ou estado exige para dissolver parcerias. 

8. Como elaborar um acordo de parceria

Se você fizer uma pesquisa na Internet por “modelo de contrato de parceiro”, encontrará uma série de exemplos que pode usar como ponto de partida. Contudo, é muito melhor uma obter ajuda jurídica profissional ao redigir seu contrato de parceria. Isso vai garantir que seja o mais completo possível. Você vai querer um contrato muito detalhado, para que cada parte entenda as condições e requisitos.

Vale a pena o tempo e o esforço sim, desenvolver um acordo de parceria leva algum tempo e dinheiro, mas vale a pena ficar tranquilo, saber que você e seus parceiros estão na mesma página e têm as mesmas expectativas e compreensão sobre como seu negócio irá operar. 

Depois de várias discussões e apenas um pouco de papelada, você terá um contrato que pode poupá-lo de potenciais batalhas jurídicas e complicações significativas no futuro.

⚠️Uma parceria é uma questão complexa, recomenda-se sempre que as pessoas tenham acordos de parceria elaborados por advogados ou outros profissionais do direito que possam explicar as questões da parceria com mais pormenores e garantir que o acordo diga exactamente o que precisa ser dito.

Leia mais

👉Principais tipos de negócios

👉 Principal motivo (e necessidade) para ter ao uma renda extra

Este artigo foi útil para si?

Clique nas estrelas para avaliar

Average rating 0 / 5. 0

Lamentamos este artigo não tenha sido útil para si!

Por favor, diga-nos como podemos melhorá-lo!

Aprenda & Ganhe - e Partilhe ❤