Categorias
Aprenda & Ganhe

Como começar um negócio sem ou com pouco dinheiro?

Hoje em dia é muito comum falar-se de Marketing… Marketing, significa estar a publicar (ou vender) algo, seu ou de alguém.

Mas que fazer se você não tem algo para promover ou vender?

Você pode criar um negócio, mesmo sem dinheiro.

Também, o facto de não ter o que promover e/ou vender, não é o único motivo de você desejar criar um negócio. Pode ser por simples facto de você desejá-lo, ou concluir que precisa de um negócio.

👉Veja porquê ter um negócio (próprio) e/ou uma renda extra (e passiva) é altamente necessário

Seja qual for o motivo de você pensar em ter um negócio, veja a seguir, dicas que você pode seguir para começar um negócio sem ou com dinheiro.

1. Faça uma lista do que você tem

Todos nós temos habilidades, alguns talentos e conhecimento e, isso é o nosso activo #1.

O #2 activo é o tempo e energia.

Faça uma lista de suas habilidades, tempo e energia.

Procure ver quem se pode beneficiar de seus dotes – habilidades e talentos.

Considere todo talento, habilidade que tenha – um ofício, conhecimento; dom em motivar pessoas, deixar pessoas alegres (como humorista, por exemplo) etc.

2. Use dinheiro de outras pessoas

Procure, no seu país, instituições que financiam projectos. Fale do seu projecto e queira saber dos requisitos e condições; e candidate-se.

Deve ter plano de negócio.

O que você pode fazer:

  • Se não tiver algo para penhorar, você pode pedir trabalhar com o financiador.
  • Arranje uma forma de registar o seu negócio – e procure por outros meios possíveis para assegurar a sua autoria e direitos intelectuais. Algumas pessoas podem negar-lhe o financiamento, mas roubá-lo o seu plano de negócio. 
  • Busque saber de todos agentes de crédito da sua região. Mas antes de se comprometer com um investidor específico, busque saber de todas ofertas possíveis e riscos envolvidos.
  • Nunca mostre desespero, mas profissionalismo e calma. Ou vão se aproveitar de si. Nunca assine algo sem antes ler devidamente.

3. Dê o que tem pelo que precisa

Negócio, de uma forma ou de outra, significa que você deve oferecer algo, abrir mão de alguma coisa – habilidades e talentos, tempo e disponibilidade, etc – para ter o que busca.

Procure pessoas que precisam dos seus talentos. Faça a sua oferta – em troca, elas podem nem dar dinheiro cash, mas fazer (ou financiar) o que você quer, seja logotipo, um website, etc.

Ao negociar, principalmente na fase inicial, de uma vez a outra esqueça-se de ser “muito justo”. Ofereça mais (valor e benefícios). Mas capriche e sempre pense no que vai receber, não no que supostamente pode estar a perder.

⚠️Se você não tem coragem de começar de baixo, do menos… pode não começar nunca. “Grandes oportunidades” de negócios ou financiamento, são geralmente mais dadas a quem tem mais experiência no sector em causa – pode não ser o seu caso. Mas você deve começar de alguma forma.

4. Faça riscos inteligentes

Cada um pensa da sua maneira, certo. Mas para nós, no Funda, não faz sentido algum colocar em jogo até o futuro de sua família, apostando/arriscando a casa, por exemplo.

Não gaste poupanças de sua casa, nem dinheiro da medicação da família e educação dos filhos.

Algumas pessoas tendem a falar da “posição de empregado” como algo abominável ou desprezível; como quem o é fosse um absoluto perdedor. Não podemos dizer ser isso certo ou errado – contudo, se você intenta ser um empreendedor  full time (a tempo integral), não vá simplesmente largar o seu emprego.

A sua família precisa do dinheiro – actualmente, possivelmente vindo do seu salário apenas – para continuar em pé. Até seus empreendimentos precisam de investimentos financeiros. Logo, não largue o seu emprego antes do “tempo certo”.

  • Arrisque sempre que necessário. Mas faça riscos calculados.
  • Certifique-se de que fez seus deveres devidamente, em cada etapa.
  • Veja até que ponto cada risco seu pode afectar a sua família – especialmente nas necessidades básicas, como: alimentação, medicação, educação e transporte.

5. Venda algo de algum jeito

Nem sempre é tão fácil iniciar o negócio dos sonhos com tudo totalmente pronto. Você pode nem ter o básico para começar.

Mas você não tem de parar por isso.

Se o seu negócio precisa, para arrancar, de capital e recursos em geral – dos quais você não tem nem a mínima parte e não tem financiador- não pare!

Venda algo de alguma forma.  

Guarde bem guardadinho o seu projecto, mas não se esqueça dele; esteja a trabalhar nele, a buscar recursos.

5.1. Venda produtos ou serviços de outras pessoas

Em formato físico, você pode encontrar muitas pessoas que desejam expandir seus negócios; distribuir mais seus produtos – seja pão, bebidas, roupas, calçados, etc. Peça para ser revendedor. Venda e fique com os lucros conforme acordarem.

No formato digital, há muito mais opções. Você pode ser Afiliado, você pode ser revendedor de produtos ou serviços, etc.

5.2. Venda seus serviços

Você não tem que vender produtos ou serviços de outras pessoas se não quiser. Vender suas habilidades pode ser uma opção.

Vender serviços significa que você vai vender, vai trocar as suas habilidades e tempo (fazendo prestação de serviços) por dinheiro. E muitas vezes, isto não precisa de muito dinheiro para se começar. Se for online, há muitos websites onde você pode fazer o seu trabalho – Fiverr, por exemplo. E a inscrição é grátis. Você cria o seu perfil, descreve os serviços que pretende prestar… e já está. Claro, você poderá precisar de umas técnicas de Marketing pois a concorrência pode ser imensa; mas o mais importante mesmo é começar.

No formato físico, faça um estudo de mercado e veja que serviços pode prestar, onde e como.

5.3. Venda informação

Esta é mais uma opção. Ao invés de criar ou comprar um produto para (re)vender, você pode vender suas habilidades, fazendo prestação de serviços.

Contudo, se as opções acima não são muito do seu interesse, se você tem um conhecimento sólido e/ou experiência sobre algum assunto específico, você pode vendê-lo.

  • Ebook – crie ebooks e venda
  • Blog – crie um blog e publique uma série de conteúdo sobre o assunto em causa. O conteúdo pode ser em forma de texto, vídeos, VSL, etc e monetize o blog – vendendo cursos ou conteúdo premium, por exemplo.
  • YouTube – redes sociais têm sido ideais para monetizar conteúdos. Quando se trata de vídeos, YouTube está no topo. Faça vídeos de instruções, cursos, etc para YouTube e monetize.

Você pode fazer uma combinação de alguns dos métodos acima mencionados, ou todos, ou mesmo incorporar mais alguns.

No formato físico, você pode elaborar cursos e ensinar mesmo no quintal da sua casa.

⚠️Aprenda mais, para ganhar mais!

O seu conhecimento pode ou não ser totalmente bom o suficiente para ensinar, ou falar do assunto em causa. Esteja disposto a aprender mais, mesmo antes de começar com o seu negócio.

Sobre ebooks, você pode buscar inspiração em produtos PLRs. Arranje ebooks com PLR da sua categoria do seu negócio e trabalhe com eles.

Leia mais

👉Como Começar Um Negócio? Curso grátis.

👉Passos fundamentais para se tornar um empreendedor.


Este artigo foi útil para si?

Clique nas estrelas para avaliar

Average rating 0 / 5. 0

Lamentamos este artigo não tenha sido útil para si!

Por favor, diga-nos como podemos melhorá-lo!

Aprenda & Ganhe - e Partilhe ❤